Psiquiatria e Homeopatia combinam?

Cada caso é avaliado individualmente e indicado o tratamento que melhor se aplica a cada situação. Muitas vezes os medicamentos homeopáticos e alopáticos são associados e o que se observa é um ótimo resultado a curto e longo prazo. Comumente são necessários tempo e doses menores dos alopáticos, e pode se observar uma consequente potencialização do resultado do tratamento.

 

Porém, não podemos esquecer:"Cada caso é um caso..."

 

O tratamento do transtorno psiquiátrico é possível com o auxílio da homeopatia, sendo ela importante ferramenta na busca do reequílibrio mental. A homeopátia requer um conhecimento global e dinâmico da personalidade do paciente, o que é natural na prática cliníca do psiquiatra. Somente atravéz deste conhecimento é que se chega ao medicamento homeopático mais adequado. Na homeopatia, trata-se doentes e não doenças, portanto diversos pacientes com o mesmo quadro cliníco podem ser tratados com medicamentos totalmente diferentes.Esta terapêutica personalizada propicia um estreitamento da relação médico-paciente favorecendo a ação terapêutica.

Com o tratamento homeopático pode se observar que, além de potencializar os resultados do tratamento alopático, é possível chegar a esferas que o tratamento convencional não alcança.